– ATIVIDADE ALFABETIZAÇÃO – Vivacidade

ATIVIDADE – VIVACIDADE

TEXTO:
VIVACIDADE – Elias José

GALINHA VIVA
PRA CONTINUAR VIVA
NÃO FAZ UMA COISA:
NEGÓCIO COM RAPOSA.

RATO QUE NÃO DÁ RATA,
RATO QUE VÊ SEU ATO,
NÃO CHEGA NEM PERTO
DE PATA DE GATO.

SAPO QUE É COBRA
E SABE ONDE PÕE O PÉ
NÃO SE APROXIMA DE COBRA
E FICA LONGE DE JACARÁ.

MENINO SABIDO
SABE BEM ESSE LEMA:
MOCINHO VENCE O BANDIDO
SÓ MESMO NO CINEMA

OBJETIVOS

  1. Tornar Elias José conhecido do grupo
  2. Identificar chaves para compreensão do texto
  3. Promover reflexão fonológica sobre  rimas
  4. Usar estratégias de leitura e conhecimento de valores sonoros de letras e sílabas
  5. Usar estratégias de composição e decomposição de palavras

ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS

Reunir os alunos em círculo e dizer que iremos trabalhar com um poema de um poeta mineiro chamado Elias José que morreu muito recentemente, no mês passado. Dizer o que esse poeta disse de si mesmo:Sou mineiro, sou poeta, escritor, professor e gente feliz. Feliz porque a vida foi sempre boa para mim, mesmo com muitos desafios

Perguntar o que sabem sobre o que é um poema. À medida que os alunos forem dando respostas frisar e complementar seus conhecimentos prévios, ressaltando que poema é um gênero textual que geralmente – mas nem sempre – tem rimas e que é dividido em versos e estrofes. Acrescentar que através do poema o autor exercita sua arte de criar com palavras ritmos, sons e significados.

Dizer o título do poema e explorar antecipações sobre o conteúdo a partir do título “VIVACIDADE”

Ler o poema em voz alta uma vez, com entonação legal e depois repetir a leitura. Perguntar o que acharam do poema, sua sonoridade, seu ritmo, e deixar que se coloquem. Explorar as rimas e tornar observável que existem palavras que se repetem com sentidos distintos.

Após essa exposição inicial, mostrar o poema por escrito no quadro, ler mais uma vez, seguindo com o dedo, e explorar sua arrumação gráfica: estrofes e versos.

Questionar os alunos quanto às imagens que aparecem no poema, o que lhes parece que diz. Discutir sobre essas imagens, detendo-se em cada estrofe. Deixar os alunos fazerem suas colocações, colaborando para que encontrem possibilidades de entendimentos.

Desenvolver a consciência fonológica e fonográfica da unidade palavra e de suas outras unidades sonoras através de: observação da pronúncia da palavra VIVACIDADE e dos agrupamentos dos sons que a formam, constituindo da sílaba V+ I = VI … Identificação e discussão da realização fonética dos grafemas [I} e {E} na palavra VIVACIDADE. Contagem da quantidade de palavras da primeira estrofe. Decomposição da palavra VIVACIDADE em outras palavras (viva, cidade, e, de).

Comparar fonograficamente a palavra VIVACIDADE com a palavra VELOCIDADE, estabelecendo semelhanças e diferenças entre as duas: sons que se repetem; letras que se repete; letras existentes na palavra VELOCIDADE que não se encontram na palavra VIVACIDADE.

Reler o texto destacando cada par de rimas com a mudança de intensidade da voz.

Adicionar e subtrair sons às palavras, solicitando aos alunos que façam a composição total dessas palavras: pata(da); rata(da); vence(dor); cobra(dor); aproxima(dor).

Ampliar a consciência fonológica sobre rima com a brincadeira Lá vai a barquinha carregadinha de… para completarem com palavras terminadas em osa, ata, ato, ido.

Após a exploração coletiva do poema, dividir a turma em três grupos mistos (silábicos, pré-silábicos e alfabéticos).

Distribuir o texto fatiado em palavras, um para cada grupo. Pedir que montem o texto, começando pelo título. Durante a atividade, fazer intervenções quando necessário, especialmente na ordenação das partes pequenas do texto, como artigos, preposições e nos verbos dá e ser.

No dia seguinte, retomar o texto. Após a leitura propor um lacunado, para que prestem atenção no fato de que tudo o que se diz deve estar escrito.

Caso a turma tenha pessoas que já lêem com algum domínio (alfabéicas e silábico-alfabéticas), em vez de montar o fatiado, escrever todo o poema memorizado, Depois pedir que arrumem os versos e estrofes tal qual o poema original. Pedir que depois comparem seus textos com o original.

AVALIAÇÃO

  1. Observação e intervenção imediata com vistas à participação e progresso de todos os componentes da classe.
  2. Registro das reações individuais e coletivas com vistas ao retorno das atividades nos dias subseqüentes.

RECURSOS

  1. Livro “Poesia fora da estante”
  2. Quadro de giz
  3. Texto fatiado em palavras

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: