– AS MARIPOSAS

NO BREU DA NOITE

O SILÊNCIO FALA, FALA ALTO.

GRITA GRITOS DE SOLITUDE

QUE FAZEM CORO COM

AS MARIPOSAWS MUDAS.

DANÇARINAS CINTILANTES,

COM BRILHO EMPRESTADO

DO POSTE DE LUZ,

BAILAM INDIFERENTES

AOS MISTÉRIOS E PERIGOS.

COMPANHEIRAS OCULTAS,

AS MARIPOSAS DISPENSAM

ATENÇÃO COM DISCRIÇÃO.

SEM INTENÇÃO, DESATAM

CONFIDÊNCIAS INCOLORES

AO PALADAR DAS

ORDENS INCONTIDAS,

CONTIDAS NA INTIMIDADE.

SOLÍCITAS MARIPOSAS,

ESTÃO LÁ, ALI

E NÓS, QUASE CÁ, QUASE AQUI,

NOS LIMITES DO POSSÍVEL.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: